(11) 2337-5030 (11) 94792-6441

Como funciona o processo de investigação?

O processo de investigação particular pode ocorrer de diferentes formas, de acordo com o tipo de investigação solicitada pelo cliente para o detetive particular.

Entretanto, a parte as particularidades do processo investigativo relacionadas ao tipo de caso envolvido, há procedimentos comuns aos diferentes casos.

É comum que o investigador particular opte por um método de investigação dividido em três etapas distintas:

  • Conhecimento do caso;
  • A investigação em si;
  • Elaboração do relatório final.

Para conhecer melhor o processo de investigação particular é fundamental conhecer cada uma dessas etapas.

Quais as etapas da investigação particular?

 As etapas da investigação são organizadas de forma a tornar todo o processo mais claro, tanto para o detetive particular, que irá conduzir o caso, quanto para o cliente que saberá o que está acontecendo.

Conheça a seguir o que ocorre em cada um desses momentos da investigação particular.

Conhecimento do caso

Consiste no período inicial do processo de investigação, que é quando o cliente busca pelo investigador particular pela primeira vez e lhe apresenta o caso.

Nesse momento devem ser relatadas quais são as suspeitas que motivaram a procura por um profissional, assim como devem ser apresentadas algumas informações básicas, que permitem ao detetive identificar quanto tempo de investigação será necessário e quais os equipamentos devem ser usados.

Entre as informações que podem ser apresentadas inclui-se o nome do investigado e algumas informações básicas do dia a dia dele, como rotina, placa e modelo do carro etc.

A investigação particular

Após conhecer as informações iniciais, o detetive particular dará início a investigação, normalmente, realizando um monitoramento do investigado e coletando as provas necessárias que confirmem ou neguem a suspeita inicial.

É imprescindível que o cliente, neste momento do processo de investigação particular, não interfira no trabalho realizado pelo detetive, podendo colocar em risco o sucesso da investigação.

Ele deve manter as atividades rotineiras como de costume para não levantar suspeitas no investigado.

Elaboração do relatório final

Devido à ética da profissão de investigador particular, nenhuma informação pode ser passada ao cliente com a investigação em andamento, pois podem não contemplar toda a verdade sobre o caso.

Dessa forma, o relatório final concentra todas as informações sobre a investigação, como as provas coletadas, seja em fotos, vídeos, áudio, mapas e outros formatos.

Com esse cuidado, o detetive particular pode se precaver de que todas as informações transmitidas ao cliente já estejam devidamente confirmadas, sem levantar suspeitas indevidas.

A investigação particular deve ser conduzida com o máximo de cuidado e atenção por parte do detetive e a forma como o cliente entra em contato com as provas também é importante.

Fale Conosco

Nome

E-mail

Assunto

Mensagem